the life, the universe & everything

"I have measured out my life with coffee spoons." - T.S.Eliot

How can you say I go about things the wrong way ?

há quase uma semana, procuro consertar uma coisa que não fui que quebrei. há uma semana perdi a fome, o que me restava de sono e atenção. não consigo trabalhar, estou no modo funcional mínimo.

tentando achar um caminho que não fui eu que desviei.

Tony Soprano dizendo as verdades que penso.

Tony Soprano dizendo as verdades que penso.

Dobrada à Moda do Porto

Um dia, num restaurante, fora do espaço e do tempo,
Serviram-me o amor como dobrada fria.
Disse delicadamente ao missionário da cozinha
Que a preferia quente,
Que a dobrada (e era à moda do Porto) nunca se come fria.

Impacientaram-se comigo.
Nunca se pode ter razão, nem num restaurante.
Não comi, não pedi outra coisa, paguei a conta,
E vim passear para toda a rua.

Quem sabe o que isto quer dizer?
Eu não sei, e foi comigo …

(Sei muito bem que na infância de toda a gente houve um jardim,
Particular ou público, ou do vizinho.
Sei muito bem que brincarmos era o dono dele.
E que a tristeza é de hoje).

Sei isso muitas vezes,
Mas, se eu pedi amor, porque é que me trouxeram
Dobrada à moda do Porto fria?
Não é prato que se possa comer frio,
Mas trouxeram-mo frio.
Não me queixei, mas estava frio,
Nunca se pode comer frio, mas veio frio.

Álvaro de Campos, in “Poemas”
Heterónimo de Fernando Pessoa

And in those days shall men seek death, and shall not find it; and shall desire to die, and death shall flee from them.
Revelations 9:6
cinque-del-mattino:

Almond Branches In Bloom, San Remy | Vincent Van Gogh

meu pintor favorito.

cinque-del-mattino:

Almond Branches In Bloom, San Remy | Vincent Van Gogh

meu pintor favorito.

~~ It always seems like you’re going somewhere
Better than you’ve been before
While I go to sleep and I dream all night
Of you knocking at my door ~~

In case you ever foolishly forget; I’m never not thinking of you.
Virginia Woolf, Selected Diaries (via larmoyante)

It’s been a long time

Tenho pensado bastante em você. Depois que terminamos, nos vimos mais uma vez. Você parecia feliz. Você parece feliz.

Tenho sentido saudades, mais do que já senti antes. São dez anos. Passou rápido. Tanta vida aconteceu nesse tempo, mas eu só me lembro do que realmente causou impacto: o nascimento das minhas filhas. Sinto falta de conversar com você, de ouvir sua voz.

Eu sei que a chance de você ler isso é praticamente nula, mas na verdade, eu escrevo para pedir desculpas. Por ter sido idiota. E para dizer que o amei, mais do que pensei que amava.

.

.

.

(ah, quase nunca escuto Cake. é medida profilática para doer menos.)